Te amo

27/08/2008

Morrer de amor: …não há como sentir dor…é morrer e ir direto ao paraiso…quer coisa melhor?…morrer pra viver eternamente….(falando poeticamente, é claro!)

(Cereja Duarte)

Anúncios

Do bem

27/08/2008

DO BEM
(Serginho Herval, Ronaldo Bastos)

Eu sei
Do momento em que vi
Vi que é pra valer
Surpreendi da sombra o sol nascer
Sabia que seria teu

Jurei
Me guardar pra você
Ser feliz não era mais
A fugaz miragem de um amor
Que a gente tenta em vão tocar

Eu jurei
Abrir meu coração
Confessar o que senti
E nunca mais
Dar meu amor pra mais ninguém

Eu jurei
Ser de mais ninguém
Te proteger de todo mal
Do mal de amor se morre
Pra se achar o amor do bem

Guardei
Teu olhar pra mim
E se congelou
O momento exato em que te vi
E soube que seria teu

Jurei
Me guardar pra você
Ser feliz não era mais
A fugaz miragem de um amor
Que a gente tenta em vão tocar

Eu jurei
Abrir meu coração
Confessar o que senti
E nunca mais
Dar meu amor pra mais ninguém

Eu jurei
Ser de mais ninguém
Te proteger de todo mal
Do mal de amor se morre
Pra se achar o amor do bem

=)

27/08/2008

O ser busca o outro ser

e ao conhecê-lo acha a razão de ser,

já dividida.

São dois em um,

sublime selo que à vida imprime graça,

cor e sentido.

(Drummond)

Coisa tua

27/08/2008

Assim que vi você logo vi que ia dar coisa
coisa feita pra durar,
batendo duro no peito
até eu acabar virando
alguma coisa
parecida com você
parecia ter saído
de alguma lembrança antiga
que eu nunca tinha vivido,
mas ia viver um dia
alguma coisa perdida
que eu nunca tinha tido
alguma voz amiga
esquecida no meu ouvido
agora não tem mais jeito,
carrego você no peito
poema na camiseta
com a tua assinatura
já nem sei se é você mesmo
ou se sou eu que virei alguma coisa tua

(Waltel Branco e Alice Ruiz)

Coração

27/08/2008

“Nos outros, eu sei onde se abriga o coração.
Comigo a anatomia ficou louca,
eu sou toda coração.
Ele bate em todo corpo.”

(Maiakovski)

Sorrisos

27/08/2008

“Os mais belo sorrisos são aqueles sorrisos com o simples intuito de sorrir… Hoje, dizem que eu dou sorrisos à toa, mas poucos são capazes de enxergar que o motivo do meu sorriso é a simples alegria constante de pensar em você o tempo todo, e saber que você pensa em mim… Amo você, o seu amor, o seu sorriso, o seu carinho, e tudo o mais quanto exista em você…”


(Rafael Calazans)

Poema

27/08/2008

Vou embora, vou para um cantinho onde só eu me entendo.
Vou para um lugar onde serei bem cuidado.
Meu bom, pulsante e amigo coração!
Sabes o quanto ando, sabe o quanto fico parado…
O quanto a vontade de voar me empolga.
Só você me dá essa liberdade, e me deixa tão seguro no chão…
Meu coração!


(Deilson Vogado)

Um rosto

27/08/2008

Apenas
uma coisa inteiramente transparente:
o céu, e por baixo dele a linha obscura do horizonte
nos teus olhos, que pude ver ainda
através de pálpebras semicerradas, pestanas úmidas
da geada matinal, uma névoa de palavras murmuradas
num silêncio de hesitações. Há quanto tempo,
tudo isto? Abro o armário onde o tempo antigo
se enche de bolor e fungos; limpo os papéis,
cartas que talvez nunca tenha lido até ao fim, foto
grafias cuja cor desaparece, substituindo os corpos
por manchas vagas como aparições; e sinto, eu
próprio, que uma parte da minha vida se apaga
com esses restos…


(Nuno Júdice)

Caminhada

27/08/2008



…eis que começo mais uma caminhada para dentro de mim mesmo… desta vez, não pretendo retornar… que seja para sempre…
quero contemplar a serenidade das minhas sensações desejantes e viver da alma para fora, tendo o mundo externo como paisagem…
mas levarei em minha mala aqueles que amo, para sempre…

( Pedro Valadares )

(trecho de “o incriado” – Vinícius de Morais)

27/08/2008

“…Às vezes por um segundo a alma acorda para um grande êxtase sereno
num sopro de suspensão e beleza passa e beija a fronte do homem parado
e então o poeta surge e do seu peito se ouve uma voz maravilhosa
que palpita no ar fremente e envolve todos os gritos num só grito…”



…talvez, ao escrever este poema, Vinícius estivesse sentindo, entre outras sensações, a mesma serenidade que tenho sentido…